Caracterização

O agrupamento e o seu meio de inserção

O Agrupamento de Escolas de Santo António foi constituído e entrou em funcionamento em 2007. Está inserido no Programa TEIP2 (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária) desde 2010, em consequência de ser reconhecido como um contexto socioeducativo particular e sendo, por esse motivo, alvo de discriminação positiva por parte da tutela. Alicerçado na filosofia de uma escola para todos, o Projeto Educativo TEIP que nos propomos concretizar promove o desenvolvimento de uma escola inclusiva e tem como grande meta a qualidade dos processos educativos, de modo a potenciar o desenvolvimento das capacidades cognitivas, sociais, afetivas, estéticas e morais de todos os alunos.

O agrupamento reúne um total de nove estabelecimentos de ensino, com níveis de ensino que se estendem do pré-escolar, primeiro, segundo e terceiro ciclos do ensino básico, até ao ensino secundário e, ainda, percursos curriculares alternativos, cursos de educação e formação, cursos profissionais e cursos de educação e formação de adultos (nos últimos anos).

Escola sede – Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos com Secundário de Santo António
Jardim de Infância da Vila Chã
Jardim de Infância de Santo António (Cidade Sol)
EB1 da Vila Chã
EB1 de Santo António (Cidade Sol)
EB1/JI da Fonte do Feto
EB1/ JI da Penalva
EB1/ JI de Santo António
EB1 de Coina

 Na sua maior parte, o Agrupamento de Escolas de Santo António situa-se na freguesia de Santo António da Charneca, no concelho do Barreiro. Com cerca de 11500 habitantes (dados de 2011), aquela freguesia tem visto a sua população aumentar, mas mantém um cariz ainda marcadamente rural. Esta característica abrange também a freguesia de Coina, onde se situa a EB1 de Coina.

No último quartel do século XX, a tendência de crescimento demográfico sofreu forte impulso com a construção da Urbanização Cidade Sol, que funciona como dormitório de muitas famílias que trabalham em Lisboa e onde se concentram muitos emigrantes oriundos dos PALOP. Conta com cerca de 4000 habitantes. Junto a esta urbanização, está implantado o bairro da Quinta da Mina, onde foi efetuado o realojamento sobretudo de população cigana. Hoje, encontra-se muito degradado e é considerado um dos bairros críticos do concelho do Barreiro. Tem 421 habitantes (36,5% das famílias são de etnia cigana e 24,5% são “tendeiras”). O desemprego afigura-se uma das suas grandes vulnerabilidades e 330 pessoas estão abrangidas pelo Rendimento Social de Inserção (dados de 2009, Diagnóstico Social do Concelho do Barreiro).

A par destes bairros, o agrupamento serve urbanizações relativamente recentes (Vilas da Serra, em Penalva; Aldeia Mourisca, Quinta do Zé Rita e Quinta da Graciosa, em Santo António; Três Oliveiras, na Vila Chã), destinadas às classes média e média alta.

O nível de escolarização da população residente na freguesia é bastante baixo, sendo de realçar que mais de 12% não possui nenhum nível de escolarização (valor que se encontra acima da média nacional – 10%) e que praticamente 30% concluiu o 1.º ciclo do ensino básico.

Níveis de escolaridade %
Nenhum nível de ensino 12.49%
1º ciclo do ensino básico 29.42%
2º ciclo do ensino básico 9.75%
3º ciclo do ensino básico 11.79%
Ensino secundário 25.61%
Ensino médio 0.62%
Ensino superior 10.32%
A frequentar o ensino 11.51%

Nota: últimos dados disponíveis